Enquadramento

O Programa de Acção para a Reabilitação Urbana do Eixo Mouzinho/Flores_CH.2 é uma das 10 Operações que constituem a estratégia territorial do Plano de Gestão do Centro Histórico do Porto Património da Humanidade. A par do Morro da Sé, é uma unidade territorial já em mudança, quer através de intervenções de cariz público suportadas por uma comparticipação de fundos comunitários, quer pelas intervenções de privados que se espelham na recuperação e reabilitação do edificado, quer na instalação de novas atividades comerciais, de alojamento turístico e de restauração.
The Action Programme for the Urban Rehabilitation of the Mouzinho/Flores Axis_CH.2 is one of the 10 operations which constitute the territorial strategy of the Management Plan of the Historic Centre of Oporto World Heritage. Along with Morro da Sé, it is a territorial unit already changing, either through public-driven interventions supported by a contribution from EU funds, either by private-driven interventions that mirror the recovery and rehabilitation of the built fabric, either in the installation of new commercial activities, of tourist accommodation units and restaurants.

O Eixo Mouzinho/Flores estende-se entre a Praça Almeida Garrett/Largo dos Lóios e a Praça do Infante, integrando as ruas que lhe dão a denominação, e representa um território com 11 ha, onde existem 15 quarteirões com mais de 200.000 m2 de área construída; do edificado em causa, 45% está em mau estado e 20% está devoluto e 40% está apenas parcialmente ocupado. Estes problemas vigentes, de desocupação e mau estado e conservação, são, no entanto, a oportunidade para se mudar em direção a um futuro que se alavanca no programa em curso.

O Programa de Acção para a Reabilitação Urbana do Eixo Mouzinho/Flores_CH.2 assenta numa estratégia voltada para a regeneração de componentes urbanas que contribuam para a reabitação da área conforme se deseja que aconteça em todo o centro da cidade, mas também, e neste caso com especial enfoque, na sua revitalização, dando-lhe uma dinâmica semelhante à que já teve enquanto zona de grande expressão comercial.

Mais ainda, por ser um eixo de passagem obrigatória para os inúmeros turistas que acedem hoje ao Porto, e procuram o Centro Histórico classificado como património da humanidade, justifica que se criem boas condições de utilização do espaço público, se aumente a qualidade do ambiente urbano local e se potenciem outros polos de animação centrados em atividades lúdicas e culturais. Para tal, existem já âncoras fortíssimas e algumas outras se estão a desenvolver, como sejam, a título de exemplo, o Palácio da Bolsa e a Igreja de S. Francisco, o Hard Club, o Palácio das Artes, o Museu de Arte Sacra da Santa Casa da Misericórdia e o Circuito do Vinho do Porto na Casa da Companhia.

O investimento global para a reabilitação física do Eixo Mouzinho-Flores, tanto no que concerne a intervenções sobre o espaço público, quanto a intervenções sobre o edificado público e privado, atinge cerca de M€100, dos quais M€30 têm cerca de M€7 de comparticipação a fundo perdido oriundos do QREN / ON2. Ao setor privado cabe uma responsabilidade de cerca de M€70.

Do Programa de Acção para a Reabilitação Urbana do Eixo Mouzinho/Flores fazem parte as seguintes Operações:

• Estudo para a Mobilidade no Centro Histórico
• Requalificação do Espaço Público
• Modernização e Qualificação do Ninho de Empresas
• Feiras Francas
• Criação do Circuito do Vinho do Porto
• Instalação do Museu e Arquivo da Santa Casa da Misericórdia Instalação e Operacionalização da Gestão de Área Urbana
• Apoio ao Empreendedorismo
• Valorização do Espaço e do Comércio Tradicional através da Memória

 

2014-09-22
Álvaro Santos anuncia alargamento territorial da reabilitação no Porto Álvaro Santos, presidente executivo da Porto Vivo, SRU foi o...
2014-09-08
  A Porto Vivo, SRU organiza no próximo dia 19 de setembro a Conferência “Reabilitar para Revitalizar”, evento realizado no...
2014-06-04
No âmbito do trabalho que está a ser desenvolvido pelo grupo de trabalho da CMP para o Centro Histórico do Porto, a DMC promove o projecto...

+ notícias

Todos os direitos reservados © PORTO VIVO, SRU.